quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Mi Realismo Magico





Un sabio dijo: la riqueza de un humano se mide x la cantidad y calidad de los amigos q tiene.Gracias por ser parte de mi fortuna

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Tudo novo de novo


Escrever é uma das artes mais antigas do mundo e nunca sai de moda, a maneira de escrever e os assuntos de interesse do leitor mudaram muito, mas continua sendo uma arte.

Escrever por que? pra quem? por quem?

Eu sempre gostei de escrever, pra mim é uma forma de falar comigo mesma e nunca me importei com que vai ler ou não, agora é um pouco diferente, quase tudo que escrevo é pra ele, nem sei se ele vai ler mas escrevo mesmo assim, procuro com cuidado cada palavra, seleciono meus sentimentos e me pergunto será que ficou bom o suficiente, ainda sou analfabeta em seu idioma, em suas coisas, mas me empenho pra agrada-lo e ser o menos boba possivel.


"todo lo que proviene de ti es bello mi vida, eres algo tan lindo y maravilloso, que el mundo tiene otro color contigo..te amo, no necesito nada más, aunque no me amases creo que te amaría.. "



segunda-feira, 16 de novembro de 2009

EU NÃO FALO PORTUGUÊS


Esto lo encontre en un blog de un hispanohablante que lleva 3 años estudiando portugues... para mostrarle a la gente que el portugues no es una pavada como todos piensan sino que es como cualquier otra lengua y no se aprende en 3 dias

EU NÃO FALO PORTUGUÊS - Daniel Samper Pisano

Un hispanohablante relata los infortunios que atravesó cuando cometió el error de pensar que el portugués era apenas una versión deshuesada del castellano

A diferencia de la mayoría de las personas que entienden idiomas pero no los hablan-, a mí me sucede con el portugués, que lo hablo pero no lo entiendo. Es decir, aprendí la música pero me falta la letra. Yo pensé que español y portugués se parecían tanto que no precisaba tomar clases. Sin embargo, para salir de dudas, resolví preguntárselo a Norma Ramos, una buena amiga portuguesa que ha vivido en el Brasil.

- Norma: dime la verdad: siendo el portugués un dialecto derivado del español: ¿tú crees que necesito tomar clases de portugués? -le pregunté en el mejor portugués de que fui capaz.

- Al fondo a la derecha me contestó Norma, y siguió comiendo.

Fue una experiencia terrible. Allí mismo decidí que no sólo iba a tomar clases de portugués, sino que Norma tendría que ser mi profesora. Ella aceptó con resignación misericordiosa. Y como yo le insistiera que me hablase en portugués todo el tiempo, me dijo que desde el lunes nos sentaríamos a estudiar dentro de su escritório. Me pareció bastante estrecho el lugar, pero llegué el lunes decidido a todo.

Yo creía que el portugués era el idioma más fácil del mundo. Pero la primera lección que saqué es que resulta peligrosísimo justamente por lo que una cree que se trata tan sólo de español deshuesado. Escritório no quiere decir escritorio, sino oficina; en cambio, oficina quiere decir taller y talher significa cubiertos de mesa. No me atrevía a preguntar a Norma cómo se dice escritorio (nuestra tradicional mesa de cajones); pero ella, que es tan inteligente, lo adivinó en mis ojos aterrados. Escritorio se dice escrevaninha, observó Norma ¿Escriba niña?, comenté desconcertado: Así le decimos a las secretarias. Norma sonrió con benevolencia. Le pedí que decretáramos un rato de descanso. Un rato en portugués es un ratón, respondió inflexible. Fíjate lo que me pasa por hablar como un loro, traté de disculparme. : Un louro en Brasil es un rubio, dijo ella.

Y rubio seguramente se dirá papagayo, comenté yo tratando de hacer un chiste. Glacial, Norma aclaró:

-Ruivo es pelirrojo, y papagayo es loro.

-Perdóname, Norma, pero es que yo hablo como si produjera basura.

-Vassoura, no Lixo. Vassoura quiere decir escoba.

-Y escoba, ¿significa?

-Escova significa cepillo.

Era suficiente para el primer día. A la siguiente lección regresé dispuesto a cometer la menor cantidad posible de errores. Le rogué a Norma que me regalara un café, a fin de empezar con la cabeza despejada. Me trajo café brasileño, a pesar de lo cual quise ser amable y dije que lo encontraba exquisito.

-No veo por qué te desagrada me contestó ella.

-Al contrario: lo encuentro exquisito insistí yo, sin saber que ya había cometido el primer error del día.

Esquisito quiere decir, en portugués, desagradable, extraño, suspiró Norma.

Confundido, le eché la culpa a la olla.

La panela, corrigió Norma. No lo noté endulzado, comenté yo. La panela en portugués es la olla, dijo Norma.

¿¿Y olla no quiere decir nada?, pregunté yo.

Olha quiere decir mira, contestó ella.

¿Supongo que tendrán alguna palabra para panela?, me atreví a decir (panela es como se llama en Sudamérica al azúcar morena).

Panela se dice rapadura, meu menino, sentenció Norma.

No quise preguntar qué significaba menino. De todos modos, no debía ser gato, como en español, sino chico, o algo así.

Norma estaba allí, en su escritório (¿en su panela?, ¿en su lixo? ) esperándome con infinita paciencia. Siempre en portugués, le pedí perdón y le dije que me tenía tan abrumado el portugués, que ya no me acordaba de mi apellido. De tu sobrenome, dirás, comentó ella: Apelido quiere decir apodo. Intenté sonreír: Trataré de no ser tan torpe. Dijo Norma: No exageres: torpe es infame; inábil sí es torpe.Con este nuevo desliz se me subió la temperatura. Quise tomar un vaso de agua (vaso es florero corrigió ella-: copo es vaso y floco es copo) y me justifiqué diciendo que el viaje hasta su escritorio había sido largo, porque venía de una finca. Cumprido, no largo; fazenda, no finca, dijo Norma. Largo quiere decir ancho, así como salsa significa perejil y molho significa salsa.

Me di por vencido. Acepté que el portugués era un idioma difícil y entonces sí se le iluminaron los ojos a Norma. La cuestión era de orgullo. De ahí en adelante no me regaño sino que me mostró todas las diferencias que existen entre palabras homófonas de los dos idiomas. Caro se dice costoso, porque custoso quiere decir difícil; morado se dice roxo, porque rojo se dice vermelho, escenario se dice palco, porque palco se dice camarote, cadeira no es cadera, sino asiento, bilhete no es billete, sino nota: pero en cambio nota si quiere decir billete; maluco es loco y caprichosa es limpia, distinto es distinguido y presunto es jamón.

Era demasiado. Pedí permiso para no volver nunca a las clases de portugués, el idioma más difícil del mundo.

domingo, 11 de outubro de 2009


vamos viver a vida alheia
que é melhor assim!
a nossa já estagnou;
já está está perto do fim!
então chega, não quero mais dançar essa dança
então chega, quero reeinventar a minha história
me olhar no espelho
e ri da minha imagem.
sair de casa,
e esquecer onde eu moro!!!
perder minha chave!
minha identidade!
mentir minha idade
pra acreditar que tenho mais tempo
Lá fora tem pássaros cantando
e aqui só gritos desesperados.
então, vou sair
se pergutarem
diga que não sabe
por que também não sei o pra onde vou
só sei que vou ser feliz
feliz com alguém que gosta de mim: eu

quinta-feira, 17 de setembro de 2009


Essa foto foi tirada na praia de atalaia en Salina PA, eu e a minha prima linda Brendinha, durantes minhas férias...
Foi uma experiencia maravilhosa ir até o Pará de carona (24h de viagem), passei 20 dias por lá conhecendo umas coisinhas, pessoas e melhor matanto a saudade dos primos...
Queria ir de novo, agora!

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Sonhar faz bem!

Eu tenho uma espécie de dever, dever de sonhar,
de sonhar sempre,
pois sendo mais do que um espetáculo de mim mesmo,
eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso.
E, assim, me construo a ouro e sedas, em salas supostas, invento palco, cenário para viver o meu sonho entre luzes brandas e músicas invisíveis.
Fernando Pessoa

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Un Amor

... aún que lejano...
Ando meio estranha esses dias, acho que é falta de alguém, mas quem?
Então porque não sonhar?
As músicas e filmes falam de amores que são maiores que qualquer coisa, de gente que usa a vida para querer outra pessoa, sei que isso não é real, mas alguém também sonhou como eu... "aqui ou noutro lugar que pode ser feio ou bonito se nós estivermos juntos haverá um céu azul ..." (música de Djavan), não entendo como essas tais poesias não passem de palavras com melodia... pra mim o sentimento traria mais emoção.
Ouço de várias pessoas - Isso não existe!
Será?
Apesar de quase convencida que não existe, ainda acredito que mesmo que longe o amor ainda está por aí, e o meu nem com luneta estou conseguindo ver... rsrs que bobeira!
Acho que estou mesmo ficando louca, mas isso não é de todo ruim já dizia o grande Raul : enquanto vc se esforça pra ser um sugeito normal, eu do meu lado aprendendo a ser louco, maluco total...
Creo que un día llegará este sueño de mi amor, mi sapo azul!!!!!
E por falar em paixão, em razão de viver,
você bem que podia me aparecer
nesses mesmos lugares, nas noites, nos bares
A onde anda você??
.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009



...
Muito bem Garfield!
Eu me indentifico muito com esse gato, ele é lindo, gordo, preguiçoso, inteligente e sarcástico... adoro ele.
Eu tenho muitas tirinhas arquivadas, além de engraçadas elas são cheias de conteúdo. Essa por exemplo friza o que escrevi sobre rotina, ele tem uma vida plena...
Me sinto plena quando chego em casa, tomo um banho daqueles que o greenpeace condena, como e durmo, maravilha!
Sabe outra coisa que tem me feito muito bem? Chat em espanhol, tipo quando eu estou bastante estressada eu entro num chat "meio familia" da argentina, é um chat não muito acessado que normalmente só entram as mesmas pessoas conheci pessoas da Guatemala, Cuba, Argentina, Espanha e EUA, normalmente são pessoas mais velhas que me acrecentam conteúdo com suas boas conversas e me ensinam espanhol usual (aquilo que não está nas gramáticas), pra quem gosta de outros idiomas eu recomendo http://chat.miuniverso.com.ar/# ou www.livemoncha.com sendo que esse sengundo é un curso gratuito de vários idiomas.
Eu já mencionei comer??
...
Alguém aí me vende umas férias??

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Medoooooo


Qual será a coisa mais importante em uma situação dessas?
O medo da altura? A beleza da imensidão? A reflexão do quão pequenos somos? O querer compartilhar a aventura e estar sozinho?
Tenho um tanto de inveja desse cara, imagino o coração a mil querendo sair pela boca, mas essa foto quer dizer mais ao olhá-la pensei em todas as coisas que citei e mais um pouco, e de verdade, o que me deu mais medo foi a solidão, imaginar estar em um lugar tão maravilhoso e sozinha me apavora, acho que fui feita para estar com quem eu amo e me maravilhar com a alegria dessas pessoas. Não valeria a pena chegar tão alto e não ter com quem comemorar.
É uma bela visão, acredito que Deus quando criou o mundo olhou do alto da sua glória e viu uma grandeza espantosamente linda.
Acredito que quando Ele olha pra Terra e nos vê, tão pequenininhos e tão perdidos, Ele deve ver mais ou menos assim como nessa foto indivíduos as vezes com medo, as vezes felizes, as vezes somente cansados, mas Ele continua tendo uma bela visão...

quarta-feira, 9 de setembro de 2009


ROTINA

Acordar, levantar, se arrumar, ônibus (lotado), café correndo iiii já estou atrasada, tem tanta coisa pra fazer, arrumar consultório, guias e sorrir, pq por mais stressada, cansada, e de mal humor que eu esteja tenho que sorrir e ser gentil, fazer o que né? eu ainda nao ganhei na megasena.
Hj eu estava pensando (tive tempo pra pensar a caminho do trabalho, um engarrafamento louco e muita gente espremida num ônibus foi tenso), pensei em como as pessoas andam stressadas por culpa das rotinas fatídicas e doentias em busca de uma vida melhor que apenas os faz trabalhar mais e cansar, a maioria dos jovens esta até o pescoço de livros e apostilas aprendendo o máximo que podem para vencer a concorrencia em provas cada vez mais exigentes, até as crianças que antes dormiam um soninho invejado agora acordam cedo para as aulas de inglês, judô, kumon e ect, alguns ,como eu ,estão tentando manter-se vivos nessa selva que a gente chama de cidade.
Eu passei uns dias no Pará sem fazer nada, e sem nenhuma cobrança, foi maravilhoso havia me esquecido como é acordar e poder ficar na cama ate a hora que quiser, tinha me esquecido como é bom não se preocupar com nada, pena que não dá pra viver assim, só usufruindo do tempo que cada dia nos dá.
Que bom seria que não houvesse rotinas, ou que elas fossem sempre um grande prazer, que bom seria que o dormir fosse suficiente para reabastecer de ânimo e apagar o ontem que só serviu pra chegar ao hoje... seria ótimo que todos os dias fossem cheio de aventuras e boas gargalhadas, imagina que maravilha se os finais de semana tivessem 30 horas por dia. Nuss acho que sou muito preguiçosa, pelo menos assumo que trabalhar me cansa, estudar me stressa e me rouba tempo, horas preciosas em que eu poderia estar com amigos, vendo um bom filme, ou fazendo algo q no fim do dia seria uma espécie de lucro.
Existe um provérbio chinês que diz: " O passado é uma história, o futuro é um mistério, o hoje é uma dádiva. Por isso é chamado de presente!"

terça-feira, 8 de setembro de 2009


Porque...

Bom, por que fazer blog?
Eu tava sem nada pra fazer (meio raro) daí resolvi escrever, adoro escrever principalmente se ninguem vai ler, e nesse blog vou poder escrever bastante e sobre tudo.
É esse o melhor assunto de todos : o tudo! Não sou nenhuma "antenada" que sabe sobre tudo que aconteceu, acontece ou vai acontecer em aspectos gerais, pelo contrário ando bastante desligada das coisas que acontecem fora de mim, mas como a minha mente é muito fértil posso cria, inventar e até copiar umas coisas... na maioria das vezes eu escrevo sobre o que estou sentindo mas não me limito, não gosto disso... então esse blog pode virar a maior bagunça, uma caixa de assuntos embaralhados assim como eu, e acredito que não vai ser ruim, pq eu sou mesmo uma bagunceira e a minha mente aff essa sim é uma loucura... espero ser clara ao me expressar, se não conseguir pelo menos vou fazer o que eu queria> escrever sempre!

Vou-me embora pra Pasárgada


Vou-me embora pra Pásargada

Lá sou amigo do rei

Lá tenho a mulher que eu quero

Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pásargada

Aqui não sou feliz

Lá a existência é uma aventura

De tal modo inconsequente

que Joana a Louca de Espanha

Rainha e falsa demente

Vem a ser contra parente

Da nora que nunca tive

E como farei ginastica

Andarei de bicicleta

Montarei um burro brabo

Subirei no Pau-de sebo

Tomarei banhos de mar!

E quando estiver cansado

Deito na beira do rio

Mando chamar a mãe d'água

Pra me contar as historias

Que no tempo de eu menino

Rosa vinha me contar

Vou-me embora pra Pásargada

Em Pásargada tem tudo

É outra civilização

Tem um precesso seguro

De impedir a concepção

Tem telefone altomatico

Tem alcalóide à vontade

Tem prostitutas bonitas

Pra gente namorar

E quando eu estiver mais triste

Mais triste de não ter jeito

Quando a noite me der

Vontade de me matar

-Lá sou amigo do rei-

Terei a mulher que eu quero

Na cama que escolherei

Vou-me embora pra Pásargada.


Manuel Bandeira